© 2018 by Gabrielle Nobili 

Sobre redes sociais

February 21, 2018

 

Eu costumo ouvir a conversa dos outros, mas não por mal, acaba acontecendo sem que eu procure. É legal conhecer um pouco de alguém por frases soltas que você acaba escutando, e é ainda mais legal parar para pensar que diálogos fora de contexto podem representar algo totalmente distante da verdade. Acho que é a mesma coisa com fotos, você vê uma coisa que não necessariamente é a história por trás da foto. Eu posso ter tido um dia realmente ruim, acordei atrasada, o ônibus não parou, recebi um esporro do meu chefe, descobri que não vou ter dinheiro para pagar todas as contas, mas ainda assim posso chegar ao fim do dia e tirar uma linda foto sorrindo ao pôr do sol, e ainda colocar na legenda ‘dia abençoado’. Vocês entendem o ponto aqui? Fotos e vídeos são momentâneos, não captam o contexto, não têm o poder de mostrar o que está acontecendo na vida de alguém. Eu posso estar arrasada, com depressão, cheia de problemas em casa, mas tirar várias fotos que dizem o contrário. E a pessoa que faz isso não está errada, é uma maneira de esquecer os problemas, ou então é apenas um orgulho de precisar manter a aparência da vida perfeita. A grande questão é que olhar para essa vida perfeita nos causa um desconforto, que não necessariamente é inveja, pode ser apenas um incômodo por sua vida não ser assim. Nós dificilmente paramos para analisar racionalmente essas fotos, dificilmente nos questionamos até que ponto alguém pode ser feliz todo dia e toda hora. E se pararmos para fazer isso iremos descobrir que não, ninguém é feliz 24 horas por dia todos os dias. É da nossa natureza ter momentos tristes, momentos de estresse, momentos em que precisamos tomar decisões difíceis, e isso é ótimo! É assim que a gente amadurece e cresce! Ficar triste não deveria ser um tabu, a tristeza é necessária. O ‘problema’ é que ela não é mostrada no Instagram, ninguém gosta de mostrar nada menos do que glamour. Ninguém posta uma selfie feia, ninguém posta foto brigando com o namorado, porque é legal mesmo mostrar pro mundo a parte legal da vida. É legal se sentir um pouco blogueira, com fotos incríveis, viagens, café da manhã, academia, tudo caminhando perfeitamente. Mas não passa muito disso, não é a vida real. São apenas fotos, são apenas pequenos vídeos em que a pessoa seleciona o que vai mostrar. As blogueiras também são traídas, também se sentem inseguras, também ficam na bad, também batalham por dinheiro, também pagam contas. Elas viajam muito, ganham mil coisas, parecem ter a vida perfeita, mas não existe perfeição. Elas nunca estão satisfeitas, já perceberam? Sempre querem mais, querem aparecer mais, ganhar mais dinheiro, lançar mais produtos, e mesmo assim nunca parece ser o suficiente. É dessa vida que você tem inveja? De ficar eternamente na busca por seguidores, likes, patrocinadores, não pode falar nada que já é criticado? Você, que está aí vendo fotos e pensando que sua vida não é legal, saia um pouco disso. Viva um pouco a própria vida e pare de olhar para a dos outros. Veja o que está ao seu alcance para sua vida melhorar. Faça mais coisas por você sem precisar registrar, sem precisar mostrar nas redes sociais. Você não vai ser feliz procurando na vida dos outros o que falta na sua, você só vai ser feliz achando na própria vida o que faz tudo valer a pena.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Sobre ter um propósito (ou não)

June 14, 2018

1/5
Please reload

Posts Recentes

May 2, 2018

April 12, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags