© 2018 by Gabrielle Nobili 

Sobre ter um propósito (ou não)

June 14, 2018

 

 

Nós seguimos a vida feito um roteiro, e eu já falei disso aqui. Vamos para a escola, depois vestibular, faculdade, trabalho, casar, ter filhos, se aposentar e morrer. Todo esse script pré pronto faz com que quem não segue o roteiro, ou quem não deseja seguir, se torne alguém diferente. E, na nossa cabeça, ser diferente é ruim, pois significa não ser aceito pelo resto das pessoas. Nós queremos a todo custo entrar no padrão e fazer tudo o que os outros fazem, pois de fora parece tão realizador, tão incrível! As pessoas parecem tão realizadas, não é mesmo? Ainda mais nos dias de hoje com as redes sociais, onde todos expõem o que há de mais bonito na vida. Todo mundo é sempre tão sorridente, tão feliz no trabalho, tão feliz em casa! Ao meu ver, tudo isso não passa de um teatro, onde as pessoas encenam felicidade extrema para que não demonstrem sua infelicidade e suas dúvidas para os outros. Que graça teria mostrar a vida como realmente é? Para muitos monótona, vivendo a mesma rotina todos os dias. Se as pessoas realmente filmassem suas vidas 24 horas tenho certeza de que o conteúdo das redes sociais seria diferente. E mais, se fosse possível filmar os pensamentos e sentimentos das pessoas veríamos menos sorrisos falsos e mais dúvidas e agonias.

 

Essa seletividade do que mostrar acaba sendo prejudicial para alguns. Por verem a vida dos amigos tão completa e tão realizada, sentem-se errados por não conseguirem fazer como os outros. E ai começa a surgir uma pressão sobre si mesmo para que entre logo no padrão. ‘Tenho que arranjar um emprego logo’, ‘tenho que começar logo um mestrado’, ‘tenho que arranjar um namorado logo’, ‘tenho que fazer isso também’. Isso pode gerar muita ansiedade e também depressão.

 

Entretanto, uma coisa que aprendi é que as pessoas estão constantemente na busca pelo propósito da vida. Mesmo as que parecem extremamente realizadas podem ter questões ainda mais dramáticas dentro de si, pois imagina, elas conseguiram tudo, mas ainda sentem-se incompletas. E sempre achamos que existe uma receita para achar o propósito e essa receita é a de sempre, é o roteiro, é seguir o padrão. Sempre achamos que quando conseguirmos tal coisa seremos completos e sossegaremos os pensamentos. Mas ai conseguimos e descobrimos que não é por ai.

 

Enfim, o ponto é que você não precisa seguir uma receita para ser feliz. A vida é muito mais do que isso. Em primeiro lugar, se comparar com os outros não ajuda em nada. Cada pessoa é única e o que serve para um não necessariamente serve para você. Em segundo lugar, é mais fácil se perguntar o que você não quer fazer do que o que quer fazer. Comece a eliminar as coisas que você não quer para você de jeito nenhum antes de se perguntar para onde deve seguir. Em terceiro lugar, trace pequenas metas diárias para si mesmo. Quando eu digo pequenas, são realmente pequenas, como arrumar a cama, alimentar o cachorro, ler o trecho de um livro que goste, etc. Se você quer atingir uma meta maior porque acha que vai fazer você mais feliz, ótimo! Mas sugiro que comece de baixo. Por exemplo, se você quer beber 2L de água por dia, talvez seja mais fácil começar bebendo 500ml por dia, até chegar um dia que consiga beber 2L.  Isso é mais fácil porque, imagine que você não beba nada de água e do nada se proponha a beber uma quantidade enorme. É difícil para você assimilar esse novo hábito da noite para o dia. É como começar a correr em um dia e no dia seguinte querer fazer uma maratona de 2000 km. Não dá! Por último, seja paciente consigo mesmo. Não se julgue por não estar fazendo o que outras pessoas fazem. Não se odeie por não estar onde gostaria de estar. Seja gentil com você, lembre-se de que tudo tem seu tempo e de que não dá para controlar tudo o que acontece. Ninguém pode te proteger de você mesmo, só você. Então, não arme uma luta consigo mesmo. Apenas seja paciente e gentil como seria com a pessoa que mais ama no mundo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Sobre ter um propósito (ou não)

June 14, 2018

1/5
Please reload

Posts Recentes

May 2, 2018

April 12, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags